Desejo de mulher

Sou mulher. Sou fêmea. No cio. Sou sim. Desavergonhada. Despudorada. Devassa até os ossos; até o dedo mindinho; até o frizz dos cabelos. Mas só pelo amor. Pelo desejo do meu homem. Não é orgulho; eu confesso, eu grito: ainda é saudade, essa dor que me rasga o peito nas madrugadas. Mas, em algum momento,…

Ainda pensas que não sei?

Mais uma noite. Ainda teimo em arrancar peles dos lábios e cascas de machucados. Tento evitar, mas uma única lágrima insiste em escorrer quando o telefone dá sinal. Sabia que era você. Solto os cabelos pra não sufocar. Deito no chão frio enquanto ainda vejo tua imagem e, pouco tempo depois, ouço tua voz. Pareces…

Na madrugada…

Já é domingo. O único dia da semana no qual se torna impossível fugir do amor. Talvez por isso meu inconsciente ainda teime em passar as madrugadas em claro. Pro dia começar mais tarde e durar menos. Penso em alugar um carro ou ir direto comprar uma passagem de ida no primeiro guichê da rodoviária…

Só sou louca por uma coisa

“Só sou louca por uma coisa, você.”, é o que leio nas páginas de Henry Miller, enquanto insiste em manter essa distância entre nós. Mas, nesses tempos, ninguém se entrega mesmo de verdade. As desvairadas como eu não podem amar. De repente o amor não passa de mais uma insensatez, uma tolice qualquer. Nada mais do…