(In)segurança

Veio como quem não quer nada
E nem queria mesmo
Mas com essa sutileza
Você conseguiu
O que muitos tentaram e nem chegaram perto
Me tirou do eixo
Me tirou de mim mesma
Do meu mundo
Da minha (in)segurança
Atiçou meu desejo como quem me desafia
E eu, que me julgava tão racional
Virei menina de novo
Mulher passional
Anúncios

4 comentários em “(In)segurança

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s