Fragmentos II

Termino de ler esse livro e me sinto extasiada
Me espalho no chão do quarto
E me encho de mim mesma
Tento paralisar, anestesiar pensamentos
Ao menos por um segundo
Mas a cabeça continua fervendo
Olho meu reflexo no espelho
Mas vejo uma imagem embaçada e fragmentada
No relógio já são quase 2 horas
Enquanto eles dormem
Eu existo
Numa absoluta solidão
Num pequeno instante me junto novamente e sei que estou viva
Porque só sou possível fora do mundo
Só sou possível fora de mim.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Carol Lins disse:

    Bia, que incrível, que mudança! Desculpe a demora em passar por aqui, estou atarefada com uns trabalhos. Gostei desses “Fragmentos II”! Depois vou ler mais poemas. Queria tanto saber escrever assim, em forma de versos, mas sou um zero à esquerda nesse aspecto. Mas pra mim tem também o fator “exposição”, eu me sentiria muito exposta. Parabéns. Bjs

    Curtir

    1. Carol,
      Seu comentário fez meu dia mais feliz! Juro! =)
      Quanto à exposição, foi difícil pra mim também, demorei um pouco pra “aceitar” e publicar textos assim. Ainda mais que, apesar de muitas vezes não parecer, sou muito fechada em relação à emoções.
      Brinco que acho mais fácil ficar sem roupa do que “me mostrar” assim! rsrs

      Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s