Eles VI

Acho que minha vida será sempre uma eterna busca. Uma busca desesperada por algo que ainda não sei. Contam-se histórias, colecionam-se amores e no meio desse fogo cruzado eu estou sempre do lado de fora. Eu devo ser mesmo uma espécie de buraco negro, um abismo sem fundo, um território desconhecido e inexplorado. Haja paciência para tanto desajuste! Longe de mim ser uma pessimista. Sou antes uma exaltada que vive pelos sentimentos mais intensos. Tenho fome de amor, paixão, desejo, tesão e arte. Às vezes não me reconheço mulher. Nem humana. Eu nem pareço pertencer à mesma espécie que eles.
Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s