Peso

Sempre achei que o pior seria nos ver morrer. Acabamos enterrados, soterrados a cada respiração, com uma nova camada de terra. A cada dia mais distantes. Mas o pior é te ver e perceber que somos melhores longe um do outro. Você parece mais solto, pronto pra caminhar sozinho de novo e eu tirei todo o peso daquele amor das costas. O corpo magro denuncia alguma fragilidade. E eu sei. Sei que algo em mim muda quando te vejo. E que o “acaso” ainda me leva pra você. E hoje eu também sei que teu jeito de olhar pra mim continua o mesmo. Talvez no dia em que eu não tiver mais certeza desse olhar eu não mude mais. Talvez nesse dia algo em mim só me diga que tudo acabou de vez e que devo apenas seguir em frente.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s