Desejo de mulher

Sou mulher. Sou fêmea. No cio. Sou sim. Desavergonhada. Despudorada. Devassa até os ossos; até o dedo mindinho; até o frizz dos cabelos. Mas só pelo amor. Pelo desejo do meu homem. Não é orgulho; eu confesso, eu grito: ainda é saudade, essa dor que me rasga o peito nas madrugadas. Mas, em algum momento, o peso desse amor ficou maior que a saudade.  Minhas palavras parecem já não tocar mais. A beleza é só mais um artifício que ele usa para me castigar. Pra me mostrar que sou só objeto de desejo passageiro; que sirvo pra cama, mas não para a sala de estar. Para mais uma vez, ter alguém pra entregar o coração de maneira tão leviana; alguém pra me apontar o dedo e provar que não me encaixo.

Entre em contato pelas redes sociais ou envie uma mensagem pelo “Fale comigo“:
Instagram Facebook Twitter Pinterest- LinkedIn
Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s