Sem defesa

Me julgue e me aponte o dedo porque ainda sou aquela que faz de cada paixão um romance. De cada desejo um drama. De cada noite um capítulo. De cada um deles, uma história pra contar. Foi uma noite no bar e só. E eu, que preferia ter ficado em casa, de repente o encontro. Não o amor. Mas a vontade da carne até o arrepio do último poro do corpo. De cada pedaço de mim. Ele, que um dia me fez querer ser Lolita, que fez crescer a ânsia de encarnar uma personagem de Nelson Rodrigues;  Bonitinha, mas ordinária. E mais de 15 anos depois. Ele, que ainda me atiça todas as vontades, todos os caprichos, que me aguça os sentidos. Todo desejo de mulher. Ele, que me deixa absolutamente sem defesa e que agora parece tão perto.

Entre em contato pelas redes sociais ou envie uma mensagem pelo “Fale comigo“:
Instagram Facebook Twitter Pinterest- LinkedIn
Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s