Riscos

Era só mais uma noite, mas os sentimentos brotavam como erupções na pele. O corpo queimava em febre. Sentia dor até os ossos e o gosto de vinho tinto não a deixava esquecer. Tudo era desordem. Ela ainda sentia falta dele. Com ele, ela só queria ser frágil. Ser mulher. A mulher dele. Com ele, ela quis se dar inteira. Quis que ele tomasse posse e não a deixasse tão livre. Mas ele nunca suportou a ideia de se sentir cuidado. De se sentir amado. Porque o amor dela o arrastava para a própria lama. O amor dela incomodava porque fazia com que ele encarasse a verdade e olhasse para dentro de si. E o amor sempre exige riscos. Mesmo quando existem contratos ou promessas. E ele, ainda fingia certezas. Ele abandonava o barco e ela tinha que encarar o mundo sozinha.

Anúncios

3 comentários em “Riscos

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s