Violência do desejo

Em cada poro do corpo. A vontade de ter mais uma vez. Falo com todos para evitar você. Deslizo entre outros amores. Agora aceito de bom grado que me toquem só para tentar apagar a violência desse desejo. Para esquecer tuas carícias. Vivo ao sabor da carne. Das paixões baratas e dos jogos de seduzir: “love was such an easy game to play”. Aí sim, eu “tiro de letra”. Engano bem. Mas ainda castigo o máximo da mulher em mim no corpo de outro. Me desligo de você, mas com pesar em todo o meu ser.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s