Avesso

Passei 1 ano juntando os cacos. Revirando essa história do avesso. Tentando recolher os destroços de mim mesma.
Meu corpo queima a cada noite. Eu ainda sinto saudades demais. E você ainda se afasta demais.
Parece que foi ontem que esteve em meus braços. Talvez você não saiba, mas, naquela noite, apesar da devassidão, eu não passava de uma menina te pedindo pra ficar.
02:42. Entro no chuveiro. Esfrego a pele com força para tentar remover o que ainda ficou impregnado desse amor. Como quem busca extrair todo veneno.
Nada adianta. Tudo o que consigo são manchas vermelhas e um ardor violento que só me leva de volta pra você.
Choro de desejo e te chamo com todos os sentidos. Com a carne. Com a volúpia do corpo. Com sentimentos puros e anseios intensos.
Viro do avesso. Até tento, mas é por você que eu ainda arrepio. Enquanto prefere fingir felicidade com outra.
Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s