Compulsão

Já passei dos 30.
Quero um homem para amar.
E em meu ventre de mulher
quero um filho do homem que amo.

O corpo se revolta.
O útero adoece;
sangra,
chora.

A alma queima.

É só mais uma noite de insônia.
Outro dia.
Outros flertes.
Outros homens.

Mudo os móveis.
Reviro a vida.
Ajo por impulso.
Por desejo;
faço escândalo;
faço estrago.

Compulsão.
Comida. Sexo. Compras.
Trabalho.
Punição do corpo.
Libido deslocada.

Antiácido.
Dedo na garganta.
Vômito.

Devora o mundo.
E continua com fome de vida.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s