Brutal

Arranco as roupas.
Me dispo de forma brutal.
Como quando costumava estar nos braços daquele homem.
Entro no chuveiro. Esfolio a pele como se me arrancasse sensações.
Pele vermelha e machucada.
A água deslizando sobre o corpo nu é o único carinho que tenho.
No corpo um vazio que grita.
Um borbulhar. Um ardor intenso.
Devaneios.
Pele macia e aroma de baunilha.
Um deles outro dia me disse outro dia das pontes que nos ligam:
doçura;
ardência;
intensidade.
Mas é só mais um desejo passageiro.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s