Rigidez

Eu ainda quero acreditar que
se sentisse do jeito que eu sinto
não me deixaria assim tão largada.
Não vê que chega a ser cruel insistir em tanta distância?
Me diz, meu bem, para que nos castigar tanto?
Me diz quando você vai cansar e voltar.

Não vê que
meus lábios – que você costumava adorar – ainda imploram por teus beijos?
Que minha voz derrete toda vez que nos falamos?
Que a cada noite correm lágrimas e aperto os travesseiros, na ânsia de te encontrar?
E que eu chego a estremecer de nervoso só de pensar em ter que entregar meu corpo nas mãos de outro homem?

Será que
não percebe que eu sempre meto os pés pelas mãos tentando acertar?
Que essa sua rigidez me corrói a cada segundo que estamos longe?
Que eu faço pose, faço tipo, mas que fora do story eu só estou tentando suportar?
E que eu me armo para enfrentar todos os fardos que tenho que carregar, mas que, com você, só quero ser sua menina e sua mulher?

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s