Desassossego

Eu sei que não é nada mais que ridículo saber que tua falta ainda me dilacera como quem carrega sob os ombros todo o pesar da humanidade.
Ainda que me afaste ao máximo e tente seguir os caminhos e lembranças só me levam de volta.
O que mais dói é não saber. Já sei que agora toma café, mas ainda não sei se aprendeu a sentar para o café da manhã.
A beleza é só castigo quando outros me desejam. Cada toque que não o seu não passa de um martírio. Mas eu deixo. Deixo que outro me toque e finjo gostar. Visto todas as máscaras. Faço uso de todos os artifícios para tentar enganar esse amor.
Há uma mulher que gostaria de se libertar e esquecer tudo isso, mas ainda há aquela outra que só sossegaria em teus braços. Que esqueceria toda loucura, que se libertaria de todos os anseios se pudesse apenas ser tua.
Anúncios