São Paulo

São Paulo é uma cidade de extremos. É glamour e miséria. É estar presa na própria liberdade. É se confundir e se resolver. É solidão e multidão. Solidão acompanhada e multidão solitária. É tão agitada e intensa que acalma. São Paulo é ser errada no lugar certo. É buscar além de si. É viver dentro e fora dos limites. É ter sonhos e viver frustrações. É jurar lealdade enquanto se sente traído. É ser mulher e menina. Menina como Lolita de Nabokov e mulher. Mulher da firma. Mulher de família e do baixo Augusta. Mulher que procura por algo quando passeia entre os bares da Vila Madalena e disposta a devorar o mundo enquanto anda apressadamente pela Paulista. É pressa de viver quando sobe as escadas do metrô. É caminhar entre o Paraíso e a Consolação. É possibilidade. É alagamento das ruas e transbordamento de alma. São Paulo é mulher que perde a linha enquanto vive dentro do contorno.

Uma visão (ou um desabafo) sobre a SPFW!

Natura perdeu o lugar de patrocinadora oficial do evento para O Boticário; Lea T e Ashton Kutcher chamando mais atenção do que Gisele Bundchen e Alessandra Ambrósio juntas; mais blogueiras do que jornalistas cobrindo o evento. O que está acontecendo com a São Paulo Fashion Week, a semana de moda mais importante do país?

Não sei porque, mas a SPFW causa um alvoroço, uma histeria, que eu considero absolutamente desnecessária. Até porque a maioria não tem ligação nenhuma com a indústria da moda, não entende nada, exceto pelo fato de comprar roupa. Gente, aquilo é TRABALHO, não é festa, entendem? Sério, acho que o evento está perdendo o foco principal que deveriam ser as roupas, as criações, o trabalho dos estilistas.

Nunca li tanta notícia (nada interessante por sinal!) e nunca vi tanta gente frequentando a bienal. Sério, gente que não tem NADA para fazer lá e fica louca para ir. Até Hugo Gloss tava dando pinta por lá! E os sorteios de convites para os desfiles? E a marca que não tem muita novidade para mostrar e chama gente famosa para desfilar?

Certeza que a maioria das pessoas que anda por lá vai mesmo é para fazer a pose, mostrar que está podendo – porque para conseguir convite pro SPFW tem que estar muito em alta – tirar fotos e, principalmente, pegar o briiinde né? Ahhh, me poupe !!!

Outra, nada contra, pelo contrário: tem algumas blogueiras que ADORO cobrindo o evento. É lógico que a maioria está inclusive recebendo ($) para isso e não tem porque recusar! Mas sinceramente? Cansei da overdose de posts iguais sobre a semana de moda. Eu mesma já reparei que os posts do SPFW não dão tanto ibope assim, quanto posts mais pessoais. As leitoras não querem ver simplesmente um bando de fotos mostrando os lounges, os desfiles, as makes utilizadas, querem algo mais. Aliás, acho que os blogs começaram a fazer tanto sucesso justamente por terem essa coisa “vida real”, que é bem diferente do que acontece na semana de moda.

E você que não foi, não precisa ficar nessa fissura para ir ao evento. A informação vai chegar até você. O GNT vai exibir os desfiles, os mais importantes até ao vivo. Hoje, com a internet ficou ainda mais fácil, pois vários sites cobrem o evento praticamente em tempo real. E nas próximas edições você vai ler tudo de novo nas revistas femininas.

Vocês devem estar estranhando meu posicionamento, já que eu falo muito de moda aqui no blog né? O que acontece é que até gosto de ver os desfiles, criações e as novas tendências. Confesso que muito mais por curiosidade, do que por me identificar com aquilo, já que  o que me inspira de verdade é a moda real e não sou de seguir modinhas. Porque se montar toda e tudo mais na hora de um desfile é “fácil”! Mas uma pessoa comum,  que precisa pegar ônibus, levar tudo na bolsa porque vai ficar fora de casa o dia todo, prender o cabelo porque tá super quente, e que ainda assim, consegue ser estilosa, aí sim, eu realmente admiro e paro para olhar.

São Paulo Fashion Week? Já deu né? Podemos passar para o próximo assunto, por favor!!! ;)